Maestro Titular

MIGUEL MADALENO

Nasceu em 1983, natural de Montemor-o-Novo. Iniciou os seus estudos musicais aos 9 anos de idade no instrumento Guitarra, destacando o Professor Mário Martins. Com 11 anos de idade iniciou o estudo de Trompete, embora a Guitarra fosse o instrumento de natural eleição, no seu percurso profissional. Estudou Pedagogia Musical com Jos Wuytack e licenciou-se pela Escola Superior de Educação e Escola Superior de Música de Lisboa, tendo feito a sua especialização em Diretor de Orquestra e Banda, na Escola de Direção em Huelva - Espanha e Associated Board of the Royal Schools of Music, sob orientação do Maestro Navarro Lara. É professor de instrumento e iniciação à expressão musical e também fundador e mentor de diversos projetos musicais, destacando-se a Orquestra Nova de Guitarras, onde iniciou o seu trajeto enquanto Maestro em 2006. Em 2013, teve um papel preponderante na recuperação de uma das Orquestras mais antigas do passado musical de Lisboa e que se extinguiu - a Orquestra Philarmónica de Lisboa, criada em 1937. Foi convidado pelo Maestro Francisco Navarro Lara, no ano de 2014, para ser o representante português da Escola Internacional de Direção de Orquestra e Banda - Maestro Navarro Lara. Em janeiro de 2016, realizou um masterclasses na Croácia, neste caso com Orquestra de Guitarra Clássica. Regressou em julho de 2016, como convidado a integrar a equipa de professores do Permantura Music Camp na Croácia e a dirigir a Orquestra Principal desse projeto. O Permantura Music Camp decorreu entre 8 julho a 16 de julho, juntando cerca de 80 músicos de vários pontos da Europa. Foi um dos professores a marcar presença nos diversos masterclasses multi-instrumentais, trabalhando diretamente com todos estes músicos, tendo realizado o concerto final do Permantura Music Camp. No segundo semestre de 2016, foi um dos cinco maestros escolhidos pelo Compositor, pianista e produtor musical espanhol Juan António Simarro, para a estreia da Sinfonia por um Mundo Melhor tendo como objetivo de a converter num Hino Universal. Em outubro de 2016, dirigiu a Luxembourg Philarmonia, a convite do Maestro Martin Elmquist, onde apresentou a 1a Suite Alentejana de Luís de Freitas Branco.

Em julho de 2017, participou a convite do Fundador e Diretor Artístico Michael Bulychev-Okser, no Alion Baltic International Music Festival and Academy 2017 (Estónia). Em 2017 foi galardoado como Batuta de Prata no Concurso Internacional de Dirección de Orquestra 3.0. 

 

Maestro e Compositor Associado 

Jorge Salgueiro

O reconhecido maestro e compositor Jorge Sagueiro assumiu o cargo de “Maestro e Compositor Associado” da Orquestra Philarmónica de Lisboa, que tem como maestro titular Miguel Madaleno. 

É detentor de uma técnica forte e apaixonada e com uma visão muito musical da interpretação, conseguindo transmitir em cada um dos seus espetáculos uma grande emoção.

É um músico que tem a ambição de tornar especial cada um dos seus concertos. A sua capacidade para fazer a música e comunicar com o público é natural”.

O objetivo desta parceria é partilha de conhecimentos e experiências, através da interpretação das suas obras de reconhecida qualidade a nível nacional e internacional.

Jorge Salgueiro é compositor e por vezes dirige obras suas. Compõe regularmente desde os 14 anos, sendo autor de mais de 250 obras entre as quais são de referir 11 óperas, 6 sinfonias, 3 fábulas sinfónicas, o Requiem pela Humanidade e a Abertura para o Gil, entre diversa música para orquestra, banda, coro, de câmara, para teatro, cinema, bailado e para crianças. Foi entre 2000 e 2010 compositor residente da Banda da Armada Portuguesa e entre 2017 e 2018 da Banda Sinfónica Portuguesa. Atualmente é membro da direção artística do grupo de teatrObando, compositor residente da Foco Musical e diretor artístico do coro Setúbal Voz.