A Orquestra Philarmónica de Lisboa nasce do sonho de dois promissores Maestros, Miguel Madaleno e Paulo Duarte, com formação adequada à direção de orquestras, além de comprovada experiência no panorama musical: quer como músicos, quer como compositores e professores. São eles os Maestros residentes da OPhL.

 

Ao perspetivar um projeto que vive da colaboração espontânea dos músicos, e do seu gosto particular em tocar num colectivo de incomparável sonoridade, tentar-se-á premiar esse esforço e dedicação, mormente através da possibilidade de participar em experiências curricularmente relevantes.

 

Neste sentido é com redobrada satisfação e sentida honra que contamos, além dos dois maestros residentes, com os Maestros Navarro Lara (Orquestra Sinfónica de Huelva) e Martin Elmquist (Orquestra Filarmónica do Luxemburgo), como maestros convidados.


Projeto OPHL

A ideia de constituir uma orquestra em que os seus elementos se reúnem com regularidade para tocarem em conjunto pelo prazer de tocar, pela prática, pela camaradagem, pelo desafio de tocar melhor e pela paixão pela música sinfónica, realizando concertos.

 

Uma orquestra formada por músicos com reconhecida competência técnica a nível musical e instrumental, dirigidos por maestros com forte exigência a nível de qualidade, e que trabalham pelo amor à arte.

 

Uma ideia, com forte aceitação noutros países, que acreditamos ser possível desenvolver numa comunidade especial de Lisboa que tem grande tradição e gosto pela cultura e que saberá acolher e acarinhar a OPhL: CARNIDE! 

 

A OPhL forma um grupo de qualidade, em crescimento, que começou já a proporcionar concertos e outras demonstrações a públicos diversos, contribuindo para um mais fácil acesso dos cidadãos à música clássica, à música tradicional e à música contemporânea. 

 

Para além de um repertório clássico de Orquestra, pretendemos também apresentar obras originais, exclusivas e selecionar outras pouco executadas de forma a atrair a atenção merecida, perseguindo e tentando ganhar a aprovação do público. 

 

A concretização da OPhL possibilita o ingresso a muitos músicos talentosos, presentes na nossa comunidade, que desejam o convívio e vivência em contexto orquestral, empenhados em realizar performances de forma artisticamente reconhecida. 

 

Pautar-nos-emos por mostrar um desempenho de nível profissional, tentando granjear distinção para a orquestra, para os seus intervenientes e para os seus apoiantes.

 

Pretendemos assumir-nos como um dos canais de consolidação do público para a música orquestral e esperamos contribuir para a abertura a outras formas de arte. 

 

Visamos públicos de todas as idades, contribuindo para a vitalidade cultural e para a qualidade de vida sobretudo na freguesia, mas sem querer perder de vista a cidade. 

 

A OPhL pretende ainda zelar pela educação e disciplina dos intervenientes de forma a possibilitar a continuidade do projeto que ambicionamos capaz de produzir efeitos de imensurável valor moral, ético e humano.

 

Em Carnide, para Lisboa, para Portugal e para o Mundo.

 

 

 

 

© 2018 Orquestra Philarmónica de Lisboa

  • b-facebook
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now